Noticias (Recomendações de segurança para pilotos de helicópteros)

Recomendações de segurança para pilotos de helicópteros

A autoridade se preocupa com a ausência dos checks do voo pairado antes da decolagem

O programa SAFO (Safety Alert for Operators), Alerta de Segurança para Operadores do FAA, destaca a importância de utilizar os checklists e, principalmente, efetuar checks de estabilidade da aeronave em voo pairado antes da partida.

A investigação de acidentes tem mostrado uma grande incidência de ocorrências de perda de controle (LOC) devido à não checagem de itens que, não observados, podem afetar a estabilidade do voo pairado. Estudos recentes mostraram, mais uma vez, que uma das causas é a pressa de alguns pilotos para decolar sem antes verificar a estabilidade de sua aeronave em voo pairado sobre o solo – o que levou a acidentes provocados pela LOC.

Análises pós-acidente revelaram que a sequência de eventos ocorreu quando o piloto, em lugar de abortar a decolagem reduzindo o passo coletivo, continuou aumentando o mesmo, manipulando os controles até chegar a condição LOC. Em muitos desses casos, o helicóptero não estava configurado para o voo ou porque o checklist não foi obedecido ou sequer foi utilizado. Em outros casos, o piloto tentou obter o rendimento máximo da máquina em decolagens em espaços restritos sem verificar o comportamento no voo pairado e dos sistemas.

As recomendações da FAA são:

  • Sempre verificar a área onde se dá a decolagem, com respeito às condições e capacidade do helicóptero, bem como a ausência de corpos estranhos que possam representar um perigo para a operação.
  • Utilizar sempre o checklist apropriado para se certificar que a aeronave se acha configurada para o voo.
  • Salvo proibição devido aos cuidados ambientais, como a possibilidade de whiteout, brownout, etc. fazer sempre uma checagem de voo pairado antes da decolagem. Em seguida, pousar novamente e decolar do solo conhecendo plenamente o comportamento da aeronave.
  • Na realização de uma decolagem na vertical, erguer o helicóptero na vertical sobre a superfície até uma altitude normal de voo pairado (60 cm a 90 cm) com mínima movimentação lateral ou longitudinal. Caso, em qualquer momento, o helicóptero não parecer estabilizado com o acionamento do passo coletivo, abortar a decolagem, reduzindo suavemente o passo coletivo

Original: http://aeromagazine.uol.com.br/artigo/recomendacoes-de-seguranca-para-pilotos-de-helicopteros_3025.html#ixzz4SAGeEWlC